domingo, 9 de novembro de 2014

ZÉ SILVINO


JOSÉ SILVINO SOBRINHO - Vigésimo terceiro Prefeito de Itaporanga - 1993 a 1996

José Silvino Sobrinho, filho de Adalgisa Téodulo e João Silvino da Fonseca, nasceu em Itaporanga no dia 11 de junho de 1936, onde fez o curso primário no Grupo Escoar Simeão Leal, indo depois estudar o secundário em Patos e João Pessoa, assumiu a Prefeitura Municipal de Itaporanga em janeiro de 1993, permanecendo no cargo até o final de 1996. Formado em engenharia civil pela Escola Politécnica da Paraíba (UFPB), em 1962, fez mestrado na PUC no Rio de Janeiro e pós-graduação em construção de estradas na Califórnia, nos Estados Unidos, e planejamento de sistema na Universidade de Kyoto, no Japão.

Ele começou a sua vida profissional como engenheiro do DER-PB, em 1963, passou no mesmo ano a servir ao DNOCS. A partir de então foi professor titular do Campus II da UFPB, diretor da Escola Politécnica da Universidade Federal da Paraíba e diretor do Campos II da UFPB. Silvino exerceu ainda os cargos de secretário de Obras da Prefeitura Municipal de Campina Grande, diretor-presidente da CAGEPA, secretário de Planejamento, secretário de Transportes e Obras e secretário de Recursos Hídricos do Governo da Paraíba. Atualmente é diretor-técnico da SUPLAN.

Pelos muitos cargos que ocupou tornou-se o responsável pela construção da estrada ligando Cuitegi a Pilões, dos açudes do DNOCS nas cidades de Arco-Verde, Pedra de Buique, Araripina e Porções, no Estado de Pernambuco. A pavimentação da malha de transportes urbanos de Campina Grande, infra-estrutura de drenagem do bairro da Cachoeira, projeto e construção das obras de acesso ao Campus Universitário da UFPB, obras de expansão física do campos II em Campina e o planejamento e implantação do terminal rodoviário de Campina Grande.

Como Secretário de Estado, Silvino foi também o responsável pela expansão do Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa, a construção do terminal rodoviário de João Pessoa, a perfuração de dois mil, oitocentos e setenta e três poços tubulares e amazonas em diversos recantos da Paraíba, a construção de oitocentos e setenta e cinco quilômetros de estradas, sendo quinhentos e quarenta e três pavimentados e trezentos em leito de terra, a construção de noventa e seis barragens, nos termos do Projeto Canaã, contribuindo de maneira substancial para minorar os efeitos danosos das freqüentes estiagens que se abatem sobre a nossa região.

Ainda a serviço da administração estadual, José Silvino promoveu no VaIe do Piancó a construção dos hotéis Pedra Bonita, em Itaporanga e Pousada do Vale, em Piancó, e dos açudes Riacho Verde, em Boa Ventura; Socorro em Olho D’água; Santana, em Santana de Mangueira; Cachoeira, em Itaporanga; Catolé II em Manaíra, Pedra Branca, em Pedra Branca; Cochos, em Igaracy; Emas, em Emas; Jucá das Marrecas, em Catingueira; Pelo Sinal, em Manaíra; Saco, em Nova Olinda; Serra Vermelha, em Conceição; Vidéo, em Curral Velho; Varzante, em Diamante; Bom Jesus, em Água Branca; Queimadas, em Santana dos Garrotes; Albino, em Imaculada; Frutuoso II, em Aguiar, e Ameixa, em Catingueira. A região recebeu ainda a perfuração e instalação de duzentos e trinta e um poços amazonas e a construção dos campos de pouso de Conceição e Itaporanga.

Nos quatro anos que ficou à frente da Prefeitura Municipal de Itaporanga, o engenheiro José Silvino Sobrinho realizou um intenso programa de treinamento de professores municipais, a construção de dois grupos escolares nos sítios Mamuda e São João, com capacidade para duzentos alunos, a restauração e ampliação de trinta e nove escolas e a aquisição a material didático e equipamentos de merenda escolar para quarenta e oito estabelecimentos de ensino do município. Realizou também um arrojado programa de vacinação das populações adulta e infantil e a implantação de um programa de assistência a saúde dos mais carentes compreendendo consultas médicas, exames laboratoriais, remédios e cirurgias. Implantou também uma usina para a produção de mil litros/dia de leite de soja destinados a crianças de até cinco anos (esta usina foi abandona em pouco tempo).

Silvino promoveu igualmente um aprofundado levantamento cadastral de todos os imóveis da cidade para fins de planejamento urbano e implantação de um moderno sistema de cobrança de IPTU. Na sua administração Itaporanga passou por um detalhado levantamento topográfico, incluindo os sistemas de esgoto e rede d’água, o que possibilitou também a elaboração, em parceria com a CAGEPA, de novos projetos do esgotamento sanitário e para a rede de abastecimento d’água de toda a cidade. Na zona rural construiu sistemas de abastecimento d’água convencionais nas comunidades de São João, Cardoso dos Viriatos, Riachão e Pitombeira.

Na sua administração José Silvino pode ainda construir cinquenta e dois açudes de uso comunitário, recuperar vinte e sete pequenas  barragens, perfuração de quarenta e seis poços amazonas e a recuperação de dezesseis outros, a construção de redes elétricas de alta e baixa tensão em seis comunidades rurais, a implantação de um programa de povoamento com alevinos de todos os açudes do município, além da execução de um sistemático programa de limpeza pública, e de apoiar a implantação de noventa a seis pequenas empresas, em trabalho conjunto com o Barco do Nordeste.

O Jornal Oficial do Município de Itaporanga, periódico mensal, foi criado pela Lei Municipal No 385/95, Aprovada pela Câmara Municipal no dia 14 de junho 1995 e sancionada pelo Prefeito José Silvino da Fonseca em 20 de junho de 1995.

Tentando ser outra vez prefeito de Itaporanga, na eleição de 2000, Silvino perdeu para o seu concorrente, José Will Rodrigues.

2 comentários:

Estou adorando saber mais da história da minha cidade natal,da qual meus pais foram pioneiros. Queria que o blog voltasse com as postagens, falasse mais sobre Francisco de Caldas, Manoel de Caldas, Jose Duda, Tonha Teodolo...

Gostaria de saber se o Senhor José Silvino é esposo Regina Sônia?

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More